Searching...
quarta-feira, 5 de março de 2014

Japão: A Filosofia Mottainai

A palavra japonesa Mottainai cujo significado mais representativo seria “que desperdício!”, porém o seu conceito vai muito para além disso, pois é usada em diversos contextos. Podemos dizer que o Mottainai está incutido no ADN japonês porque tornou-se uma tradição e uma prática cultural tão enraizada naquela sociedade que acabou por ser conhecida internacionalmente.
No seu sentido pleno, Mottainai refere-se não só ao desperdício material, como também aos padrões de pensamento que originam a ação que possa gerar desperdício de qualquer natureza, inclusive emocional e espiritual. Deixar um grão de arroz no prato é considerado um profundo desrespeito de acordo com o Espírito Mottainai; Uma mente vazia de ideias ou um coração vazio de sentimentos ou cheio de sentimentos rudes também podem ser considerados um mottainai; Atirar fora coisas que poderiam ser reutilizadas ou transformadas numa coisa nova também é considerado mottainai, na visão de um japonês.
“Mottai” é um termo originário do Budismo e refere-se a essência das coisas. Também se aplica a tudo em nosso universo físico, o que sugere que os objetos não existem isoladamente, mas estão intrinsecamente ligados uns aos outros. Enquanto “Nai” significa negação, por isso “Mottainai” é uma expressão de tristeza sobre o repúdio dos laços que ligam todas as entidades vivas e não vivas. É também um grito de guerra para reestabelecer estes laços e reafirmar a importância de tratar todos os objetos animados e inanimados com muito cuidado e sensatez.
Na verdade, é difícil traduzir “Mottainai” somente através de palavras, pois não se trata apenas de uma palavra solta, mas sim, uma ideia, um conceito, uma filosofia de vida. Cada um tem a sua forma de interpretar e a sua própria maneira de utilizar este conceito ou filosofia dentro de seu próprio contexto.
O Japão por exemplo, desenvolveu este conceito na base de muita dor e sofrimento. Como é uma ilha densamente habitada, com recursos naturais limitados, com poucas terras produtivas para cultivo e por ter passado por ocorrências terríveis, como pobreza extrema, fome, guerras, desastres naturais, os japoneses aprenderam a valorizar tudo que pode parecer insignificante, até mesmo um grão de arroz. Tal como a filosofia Wabi Sabi, a Motainai pode ajudar-nos a entender a forma como os japoneses pensam e relacionam com a Natureza e a Sociedade.

Praticar o conceito dos 3 Rs (Reduzir, Reutilizar e Reciclar)
requer aprender a respeitar e valorizar a Natureza, reciclar e reutilizar os recursos limitados ao máximo possível. Para aplicar este conceito com sucesso nas nossas vidas é necessário promover os “3Rs”: Reduzir o desperdício; Reutilizar recursos limitados; e Reciclar o que for possível.
Podemos entender este conceito pela forma como os japoneses são rigorosos em relação a recolha de lixo por exemplo, que no Japão é muito bem organizada. Em todos lados estão disponíveis lixeiras para que o lixo orgânico seja separado do lixo que será reciclado (plástico, vidro, latas de alumínio, papel, cartolina, etc). Existem muitas regras no Japão sobre a recolha do lixo. Muitas cidades obrigam os seus moradores a colocarem o lixo em sacos plásticos específicos que são vendidos em supermercados e lojas de conveniência. E quem não seguir as práticas, com certeza será repreendido pelos vizinhos atentos.
A energia renovável é outra coisa que vem ganhando força no Japão. Atualmente, já é possível ver sistemas inovadores para gerar energia através dos recursos naturais, como solar, eólica e geotérmica. Isso mostra que o país tem uma intensa preocupação com o futuro esgotamento dos recursos naturais limitados.
As várias iniciativas que o Japão tem feito para aproveitar as pequenas energias naturais ao nosso redor também são um sinal do espírito ecológico do conceito Mottainai, um conceito que o Japão pode orgulhar-se e muitos outros países deveriam aprender e seguir o exemplo.

2 comentários:

  1. Olha, moro no Japão dês de criança e tem muita coisa que eu discordo aqui!
    Ta certo que eles usam muito a palavra mottainai, mas não quer dizer que eles levem isso tão a sério!
    Muito pelo contrário! Aqui eles disperdiçam muuuuita coisa!

    Muitos brasileiros dekasseguis que vem pra cá mobíliam sua casa só com as coisas que os japoneses jogam no lixo. Desde móveis até eletrodomésticos ...já achei uma impressora novinha dentro da caixa e tudo!
    Isso por causa da variedade de coisas que tem aqui,todo ano eles lançam produtos novos com funções ainda melhores! Esse é um dos motivo dos japoneses sempre estarem trocando o que tem por produtos novos. Sem contar que o governo não cobra impostos absurdos para qualquer coisa, então não é muito caro!

    Sobre o lixo você está quase certo. Aqui todo mundo separa o lixo corretamente. Mas não tem cesto de lixo espalhado pela cidade toda. Na verdade nenhum!
    Os únicos lugares que você encontra são em estacões de trem, metro e na frente das lojas de conveniência. Também nem é necessário porque ninguém joga lixo no chão, aqui levamos para casa. Um dos motivos de não precisar de lixeiro.

    Sobre a comida, os japoneses não comem até o último grão de arroz por achar mottainai! Mais sim porque é falta de educação não comer tudo!
    Principalmente quando você vai comer em um restaurante ou na casa de alguém, se você deixa comida no prato quer dizer que você não gostou da comida que a pessoa lhe serviu!

    *Desculpa se houver algum erro de português! Estou tanto tempo sem praticar que me enrolo toda!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei muito mais do comentario daqui, sou casado com uma japonesa e vejo que não é tudo isso o pessoal exagera em tudo, se cada se esforçar em fazer um minimo chegamos lá, nao precisa muito, mas fica pagando pau pra japonês dai é ridiculo.

      Eliminar

 
Back to top!