Searching...
sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Símbolos da proteção na China

Os Cães de Fu ou Leões coreanos, são poderosos animais míticos que têm a sua origem na tradição budista. Na medida em que os chineses adotam o termo ‘Fo’ para referir-se a Buda, pode então chamar-se também de “Cães de Buda”. Parece que os cães de Fu são na realidade leões, já que o leão é um animal consagrado a Buda.
Foram introduzidos com o budismo, como defensores da lei e protetores dos monumentos sagrados. Estes animais são ainda conhecidos como “cães da felicidade” e são símbolos de valor e energia, complementos indispensáveis da sabedoria.
O simbolismo dos cães de Fu tem também uma elevada relevância nos estudos sobre o Feng Shui, que os associa a vigilância, o jogo limpo e a defesa do débil. Na China são conhecidos como Rui Shi (瑞獅).
Os cães de Buda apresentam-se em pares e com uma ou ambas as patas dianteiras apoiadas sobre uma esfera. Frequentemente, os encontramos a guardar simbolicamente a entrada de templos e túmulos com o objetivo de amedrontar profanadores, demónios e outros espíritos malignos. Como exemplo, a Cidade Proibida, em Pequim, está zelosamente guardada por vários casais de cães de Fu. A bandeira do Tibete por sua vez, inclui-os como um dos motivos centrais.
Os seus olhos estão sempre abertos com um olhar feroz, que pretende transmitir proteção contra os espíritos maus que querem romper a tranquilidade do lugar. O animal é símbolo de energia e valor.
Assim, no casal que guarda a entrada sagrada de um recinto, distinguimos o exemplar macho porque este apoia a sua pata numa órbita, enquanto a fémea tem uma cria. Na prática, cada um dos quais possui diferentes poderes e atributos.


No entanto, existem outros ‘protetores’ essenciais para os chineses, entre eles, estão:
Buda da Riqueza - Este Buda sorridente é muito usado em restaurantes chineses, considerado como o Buda da Riqueza e está lá para trazer bons negócios e sucesso financeiro. Os empresários devem colocar um Buda nas suas mesas ou nos seus escritórios para ajudá-los a trazer abundância para o trabalho. A imagem ideal é a do Buda gordo, feliz e rodeado de lingotes de ouro, moedas e outros objetos de riqueza, tais como um grande saco de dinheiro.

Fénix real – É um pássaro mítico de oportunidade, que atrai bons negócios, socialização e amor. É o símbolo perfeito para os tempos difíceis, por causa da lenda mitológica do “ressurgir das cinzas”.

Animais – No modo geral, os animais são símbolos de força e proteção. Nos edifícios antigos, como palácios imperiais, é comum ver uma fileira de diversos animais para proteger a casa dos espíritos malignos.
Na Cidade Proibida e em outros palácios do imperador é frequente verificar-se estátuas nas entradas de pavilhões e alas que misturam o que cada animal tem de mais forte e desafiador, pois acreditam que desta forma a proteção será mais eficaz.


Caracteres – É um costume chinês, escrever palavras que remetam a boa sorte, felicidade, prosperidade e colocar nas portas e janelas da casa. Ao ler a palavra, atrai-se automaticamente para dentro de casa a energia daquela palavra.
O caracter chinês que estão a ver em baixo é “fu”, significa felicidade e em regra geral, coloca-se ao contrário da sua posição normal, ou seja, virado de cima para baixo.

Estes são apenas alguns dos milhares de símbolos e objetos usados para a proteção da casa, da família e dos negócios do povo chinês. Espero que tenham gostado de ler este artigo. Já sabem, estamos sempre abertos a receber sugestões para artigos e também podem enviar conteúdos relacionados com o “mundo” Oriental para a nossa página no Facebook (Site do Oriente).

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Enviar um comentário

 
Back to top!