Searching...
terça-feira, 17 de julho de 2012

Padaung, o povo das “mulheres-girafa”

Padaung ou Kayan Lahwi é uma tribo indígena do sudeste do Mianmar e a oeste da Tailândia.
Conhecida pela sua pouca acessibilidade, Mianmar, é visto como um dos países mais misteriosos de toda a Ásia.

No seu interior, existe uma famosa tribo coabitada pelos kayan. Eles são conhecidos pelos fantásticos ornamentos que as mulheres utilizam no pescoço e que lhes dão uma aparência de pescoços longos e estreitos. Esta característica peculiar concedeu-lhes o estatuto de “mulheres-girafa”.

Não se sabe ao certo a razão por detrás deste hábito, embora existam várias hipóteses para uma possível explicação. Uma delas sugere que a utilização dos adornos ajudariam a tornar as mulheres menos atraentes aos olhos dos homens de tribos inimigas, como forma de protecção contra o roubo ou escravização. Outra das teorias inclina-se para a alteração da forma a fim de tornarem-se mais atractivas. Também há quem associe o seu uso a uma figura mitológica venerada pelos habitantes ou mesmo à protecção contra mordidas de animais selvagens como o tigre.

Hoje em dia, as raparigas impõem-se cada vez mais contra a utilização deste adorno. Para quem pretende usá-lo deve começar aproximadamente aos 5 anos de idade. O peso dos anéis irá aumentando para desta forma empurrar a clavículas para baixo e comprimir a caixa torácica. O peso pode atingir os 6 quilos, provocando um certo desconforto, embora suportável.

Uma falsa superstição acerca dos anéis diz que as mulheres que os retirassem, padeceriam. Tal não sucede, embora a musculatura do pescoço fique mais enfraquecida.
"Infelizmente", devido à crescente globalização que tem-se verificado nos últimos anos temos vindo a assistir ao desaparecimento destas fantásticas diversidades étnicas e culturais.





Artigo escrito pela colaboradora Vanessa Cardoso.  Quem tiver interesse em colaborar connosco saiba mais aqui.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Enviar um comentário

 
Back to top!