Searching...
quinta-feira, 5 de abril de 2012

Casamentos-fantasma

Casamento-fantasma foi duramente reprimida, durante o período de Mao Tsé-tung e da Revolução Cultural, na década de 40, a tradição milenar voltou em força depois de um processo de abertura iniciado em 1970, adquirindo popularidade nos anos que se seguiram.
Casamento fantasma
Desde que se tem conhecimento, que muitas povoações na china celebram aquela que é considerada uma das práticas mais insólitas dos tempos modernos.
De acordo com a tradição, homens solteiros com mais de 12 anos não deveriam ser enterrados sem uma mulher, pois acredita-se que infortúnios poderiam atingir a família, alastrando-se às gerações vindouras.
Gerando um novo tipo de criminalidade, tem-se verificado nas últimas décadas ao aumento de tráfico de corpos humanos, o que tem contribuindo para o desenvolvimento de um mercado negro de cadáveres.
Embora discutível, esta prática não tem impedido os mais supersticiosos de celebrar este costume.
Não existem estatísticas sobre o números de uniões que até à data poderão ter sido concretizadas, mas muitas famílias vêem este hábito como uma prática comum, merecedora de respeito e digna de ser divulgada e cumprida como afirmação daquelas que são as suas obrigações e crenças.


Artigo escrito pela colaboradora Vanessa Cardoso.  Quem tiver interesse em colaborar connosco saiba mais aqui.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Enviar um comentário

 
Back to top!