Searching...
sexta-feira, 23 de março de 2012

A Veneza do Oriente

As cidades chinesas de água, também intituladas a Veneza do Oriente, localizam-se no sudeste na china, nas margens do rio Yangtzee datando de à pelo menos 1.000 d.C. São mundialmente famosas pelas suas construções antigas, pontes, canais assim como pelas formas de vida que se mantêm imutáveis ao tempo. No total, são conhecidas seis cidades: ZHOUZHUANG, WUZHEN, XITANG, TONGLI, ZHUJIAJIAO e NANXUN.


Sendo uma das grandes atracções para os amantes da fotografia, estas oferecem oportunidades fotográficas das mais distintas, satisfazendo o ego dos mais exigentes olhares. Também faculta aos seus visitantes uma visão mais atenta da cidade através dos muito conhecidos táxis aquáticos proporcionando uma perspectiva distinta sobre esta.



ZHOUZHUANG
Zhouzhuang é a cidade de água mais importante dos seis que foram construídas ao longo do rio Amarelo. É também conhecida como "Veneza do Oriente" e a sua existência remonta ao século XI. A atração turística mais famosa da cidade é uma das pontes do Zhouzhuang também conhecida como a Ponte da Chave. Esta é composta por uma ponte com um arco de pedra – chamada de Ponte Shide – e outra ponte com vigas de pedras, a ponte Yong An. Uma está disposta horizontalmente e a outra, verticalmente. O vão de uma das pontes é quadrado e o da outra, redondo, formando um desenho parecido com o de uma chave que se usava na antiguidade. Por isso, os habitantes do local a chamavam de "Ponte da Chave" (1573 – 1619, ano Wanli da dinastia Ming ). No entanto, existem muitos outros lugares interessantes que os turistas podem admirar como a ponte Fu Na, o Casarão Zhang Ting, o Casarão Shenting, o restaurante Lianlou, o Templo Quangfujiang etc.


WUZHEN
Wuzhen é a mais bem preservada cidade de água de seis. Conhecida pela sua ancestralidade, é um dos locais mais visitados pelos turistas. Levando a sua vida sem complicações desde há séculos, a população, preocupa-se em conservar as suas antigas tradições desprendendo-se da evolução tecnológica dos nossos tempos. Neste sentido, os artesãos e aldeões continuam a preservar o comércio rudimentar da mesma forma que os seus antepassados de há 1000 anos atrás.


XITANG
Xitang é bem conhecida pelas suas numerosas pontes e ruas. A cidade remonta ao período entre 476 - 221 a.C e tem um grande número de edifícios notáveis, que têm a sua origem nas dinastias Ming e Qing. Os turistas são bastante atraídos pelos inúmeros corredores cobertos em Xitang devido à sua arquitectura encantadora. Também é bastante prático, pois serve como um abrigo ao sol ardente assim como à chuva torrencial. Independentemente do clima, os turistas podem descansar lá e desfrutar de uma bela refeição, enquanto observam a agitação do rio.



TONGLI
Apresentando algumas das vistas mais espectaculares do mundo, Tongli é a mais romântica das seis cidades de água. Encontra-se dividida em sete ilhas que estão conectadas entre 49 pontes de pedra em arco. Cada secção da cidade oferece vistas incríveis das antiguidades existentes assim como dos 15 canais que separam as ilhas.



ZHUJIAJIAO
Zhujiajiao está situado no oeste de Xangai e é uma das mais bem preservadas cidades antigas da área. Considerado por muitos o local perfeito para uma escapadinha à agitada vida da cidade. A atmosfera é muito mais calma e o ar mais limpo, proporcionando o bem-estar a quem visita. Sua construção também antiga remonta às dinastias Ming e Qing, sendo a Rua do Norte um dos pontos turísticos mais apreciados pois dispõe de alguns dos exemplos mais surpreendentes da arquitectura ancestral.



NANXUN
Nanxun, embora não tão antiga quanto as cidades de água, atrai muitos turistas com os seus jardins admiráveis. O Pequeno Jardim de Lótus (The Small Lotus Garden) remonta à dinastia Qing e possui alguns bons exemplos daquela que era a flora de há 700 anos atrás. Desde flores exóticas de cores e formas muito variadas a uma arquitectura demais interessante, este é um dos pontos a assinalar nos roteiros turísticos de quem pretende explorar e saborear um pouco da cultura ancestral chinesa.

Artigo escrito pela Vanessa Cardoso. Os nossos agradecimentos por ter feito este belíssimo trabalho.  

2 comentários:

  1. Amando os posts sobre a China!
    Uma das minhas curiosidade, e pretendo um dia conhecer esse enorme país de culturas, tradições e lindas riquíssimas, pois daí vieram muitos costumes aqui no Japão.
    Obrigada por este lindo post.
    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Ainda bem que gostou, sem dúvidas, vale a pena visitar a China. Um dia destes você tem de escrever um artigo sobre Japão aqui pra nós. hehe

    bjs

    ResponderEliminar

 
Back to top!