Searching...
quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Trajes ancestrais voltam à moda

Nos últimos anos, a proliferação de "viajar no tempo" incorporado nas séries chinesas tem ganhado bastante popularidade. A história gira sempre à volta de uma personagem da era moderna, através de um artefacto viajar para a antiguidade e entrar assim nos romances e peripécias da corte imperial, uma era em que tudo era determinado por apenas um homem.
No seguimento do Movimento Hanfu (um movimento iniciado na China com o objectivo de introduzir na era moderna os vestes tradicionais da etnia Han que foram abandonados pelos Manchu da Dinastia Qing) surgiram várias ocasiões em que os cidadãos chineses decidiram largar o estilo moderno para reavivar um passado distante.
Veja alguns desses momentos:
A1 Auto Competição Internacional
- 15 de Abril, 2007: Abertura da cerimónia Internacional Auto Competição A1 em Shangai onde mais de 100 jovens vestiram trajes Han e juntaram-se na pista para a celebração de um ritual.
Escola Primária Ziyang
- 1 de Setembro, 2009: Escola Primária Ziyang em Hangzhou decidiu reavivar uma cerimónia tradicional da Dinastia Qing e mais de 90 alunos vestiram trajes da época.
Casamento Han
- 16 de Novembro, 2007: Na cidade de Qionghai, província de Hainan, o grupo HNA investiu cerca de 1 milhão de RMB para organizar um casamento tradicional Han para 78 casais.
Qufu Templo de Confúcio
- 8 de Agosto, 2009: Universitários do Qufu Templo de Confúcio na cidade de Shandong participaram numa cerimónia com trajes tradicionais Han.
Escola Primária Lizhai
- 1 de Setembro, 2011: A Escola Primária Lizhai localizada na cidade de Dexing, celebrou o uso de trajes ancestrais Han com a recitação de poemas antigos.
Cemitério Yuhua Mártir, Nanjing
- 5 de Abril, 2011: Um grupo entusiástico decidiram colocar trajes Han para prestar homenagem aos mártires revolucionários no Cemitério Yuhua Mártir em Nanjing.
- 19 de Junho, 2011: Novamente, uma escola primária decide comemorar cerimónias recorrendo ao uso de trajes ancestrais.
- 6 de Setembro, 2011: O veste é ancestral mas o método de estudo recorre ao uso da tecnologia moderna.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Enviar um comentário

 
Back to top!