Searching...
terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Qing - A última dinastia

Imperador Kangxi (1661-1722)
Dinastia Qing (1644-1911) – A última dinastia chinesa é reinado por uma minoria étnica (cerca de 1% da população) proveniente de Manchúria. Esta dinastia marcou o fim de um regime mas também teve períodos de prosperidade sob o regimento do imperador Kangxi (1661-1722, 4º imperador da dinastia). A publicação do primeiro dicionário chinês com cerca de 42000 caracteres em 1716 é um dos exemplares de progresso.
Sob a direcção dos chamados Grandes Qing – descendentes de Kangxi, os imperadores Yongzhen (reinado: 1722-1735), Qialong (reinado:1735-1796) e Jianqing (reinado:1796-1820) – os manchus, guerreiros conquistadores como os mongóis, expandiram o território chinês até aos 11,5 milhões de km2 contra os actuais 9,6 milhões de km2.

Contudo,no início do século XIX, o acelerado declínio dos Qing é inevitável com a Inglaterra introduzindo grandes quantidades de ópio servindo como moeda de troca para recebimento de seda, chá e porcelanas. Em 1830, o uso de ópio espalhou-se por toda a China prejudicando a sociedade e a economia.

Segue-se o período das 2 Guerras de Ópio, entre o Reino Unido e a China. Nessa época, o Palácio de Verão foi saqueado por várias vezes e depois incendiado por franceses, de onde foram retiradas preciosas obras de arte.
A China perde e é obrigada a assinar o Tratado de Nanquim (1842), no qual concede a abertura dos portos de Cantão, Shangai, Xiamen, Fuzhou, Ningbo e cede a ilha de Hong Kong aos ingleses por 99 anos.
Chineses numa tradicional casa de ópio
Em 1900 eclodiu uma revolta no norte da China contra os estrangeiros, sobretudo cristãos. Foi liderada por uma sociedade secreta denominada “Sociedade dos Punhos Harmoniosos” ou “Boxers”, que eram secretamente apoiados pelo governo manchu. Os “Boxers” atacaram as embaixadas europeias em Pequim e mataram muitos europeus, sobretudo missionários, bem como chineses cristãos, e cercaram algumas embaixadas durante 2 meses. O cerco só terminou com a intervenção de uma força internacional constituído por americanos, britânicos, franceses, alemães, japoneses e russos.
Boxers
A desastrosa actuação do império no poder despertou o espírito nacionalista e patriótico do povo chinês.
Sun Yat-sen, fundador do partido nacionalista chinês – Kuomintang – e precursor da Revolução Democrática de 1911 derruba a Dinastia Qing encerrando o período monárquico-feudal que durou mais de 2.000 anos.
Com a proclamação da República em Nanjing a 12 de Fevereiro de 1912, Sun Yat-sen torna-se presidente provisório.
Sun Yat-sen
Território durante a Dinastia Qing
Território de China actual

1 comentários:

 
Back to top!