Searching...
quinta-feira, 3 de novembro de 2011

China prepara-se para conquistar o espaço

A China deu mais um passo para se tornar numa potência espacial, depois da Rússia e dos EUA, ao conseguir acoplar duas naves não tripuladas, fase essencial para a construção em 2020 de uma estação espacial.

O aparelho Shenzhou-8 uniu-se ao módulo Tiangong-1 às 17:37 de hoje(02/09/11) em Lisboa (01:37 de quinta-feira, hora local), segundo o Centro Aeroespacial de Pequim, citado pela agência oficial Nova China (Xinhua).

A oitava nave da série Shenzhou (que em chinês significa barco divino) descolou na terça-feira da base de Jiuquan, de onde também partiu, a 29 de setembro, o módulo Tiangong-1 (palácio celeste).

Veja o lançamento da nave Shenzhou-8 e a simulação da sua acoplagem:
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Enviar um comentário

 
Back to top!