Searching...
terça-feira, 8 de novembro de 2011

As 4 grandes descobertas/invenções da China

As quatro grandes descobertas (四大发明; pinyin: sì dà fā míng) são celebradas na cultura chinesa como símbolos do avanço tecnológico da ciência ancestral.

A primeira grande descoberta é o papel, durante a Dinastia Han, por Cai Lun, o ministro da agricultura, em 105. Antes do fabrico do papel, os caracteres eram gravados nas pedras, ossos dos animais, barras de bronze ou barro, em tiras de bambu ou ainda nos tecidos de seda. No entanto, eram sempre ou demasiado pesados para transportar ou demasiado dispendioso. A invenção do papel revolucionou a escrita e a pintura. O fabrico de papel demorou mais de 1000 anos a chegar à Europa.

A segunda grande invenção é o compasso magnético (bússola) em 270. É mencionado pela primeira vez num livro de Shen Kuo, da Dinastia Song. Os primeiros compassos eram fabricados com metal magnetizado e pedra e apontavam sempre para sul para orientação no deserto e no mar. A invenção da  bússola possibilitou uma melhor compreensão das navegações e o seu uso rapidamente se expandiu para o mundo árabe e mais tarde a Europa.

A descoberta da pólvora foi sem dúvida uma das invenções mais significativas da Idade Média na China. As primeiras utilizações da pólvora estavam associadas ao fogo-de-artifício e para efeitos de sinalização. O fogo-de-artifício era utilizado pelos chineses durante as cerimónias religiosas. Anos mais tarde, os Europeus utilizaram a pólvora nas armas. A primeira menção sobre pólvora apareceu em 1044 e durante a Dinastia Song, a pólvora já era bastante usado inclusive como arma em tubos de bambu. Perto de 1230, o exército Song já possuía canhões capazes de derrubar as muralhas das cidades.

E por último, a impressão. Desde o século VI, na Dinastia Tang, os chineses utilizavam blocos de madeira, ou xilogravuras, que eram gravados a fim de imprimir uma página completa. Durante a Dinastia Song, Bi Sheng, inventou os amovíveis, com letras individuais, de modo que as páginas pudessem ser impressas com mais rapidez e em grandes quantidades. Em 868 surge o primeiro livro impresso na China. A técnica desenvolvida por Bi Sheng só surge na Europa 400 anos mais tarde.
Bússola
Papel

    
Impressão
Pólvora


2 comentários:

  1. Mais um dos mutx orgulhos chineses

    ResponderEliminar
  2. Post legal.

    Já conhece o novo agreagador Linkorama?


    Você pode enviar quantos links quiser e aumentar a visibilidade do seu blog.

    Linkorama.com.br

    ResponderEliminar

 
Back to top!