Searching...
sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Conhecer China - O Templo do Céu

O Templo do Céu é o maior conjunto arquitetónico do mundo dedicado às orações e ofertas ao céu.
O Templo do Céu está localizado no Sul de Beijing, começou a ser construído em 1420. Ele serviu às cerimónias promovidas pelos imperadores das Dinastias Ming (1368-1644) e Qing (1644-1911). Inicialmente, o Templo do Céu se destinava às oferendas ao céu e à terra. Por isso, era chamado o Templo do Céu e da Terra. Porém, em 1530, o imperador Jiajing construiu outros templos dedicados exclusivamente a Terra, ao Sol e à Lua nas regiões Norte, Leste e Oeste da Capital. Além disso, o Templo do Céu e da Terra foi posteriormente remodelado e ampliado e passou a ser apenas o Templo do Céu preservado até hoje.

A planta do templo possui uma forma quase quadrangular. O lado Sul foi construído em linhas rectas e o lado Norte em forma arqueada, seguindo o conceito de um Céu redondo e de uma Terra plana. Com 2.730 mil metros quadrados. 
O conjunto arquitetônico do Templo do Céu encontra-se no eixo central sentido norte-sul. O Altar do Terraço Circular se localiza no extremo sul e o Altar para Orar por Boas Colheitas na extremidade norte. O Altar do Terraço é uma das principais edificações do Templo do Céu, pois foi especialmente concebido para as orações dos imperadores. Com três pavimentos, o Altar do Terraço foi trabalhado em mármore numa forma cilíndrica de 5 metros de altura. Como as cerimónias se dedicavam às orações ao Céu, ele é aberto. O ponto central do terraço é uma pedra redonda com um diâmetro estimado em 1 metro. Por isso, ela é chamada como o "coração do Céu". Sua acústica é perfeita: qualquer murmúrio se transforma num grande eco. 
Os objectivos do Templo do céu era venerar o Céu e rogar pelas boas colheitas. Como os antepassados consideravam o céu redondo e a terra quadrangular, as construções do Templo do Céu seguiram tais estilos, quer dizer, ou redondas ou quadrangulares. Primeiro, na planta do parque do Templo do Céu, o norte possui forma arqueada e o sul é todo em linhas rectas; segundo, as três principais edificações - o Altar do Terraço, o Altar para Rogar por Boas Colheitas e o Templo do Céu - são de formas redondas, porém, os muros são em forma quadrangular.
Das cores empregadas nas edificações, a amarela significa a terra, o azul significa o céu, por isso, a maioria das edificações do Templo do Céu são azuis. O Templo do Céu e o Templo Huangqiongyu, com o telhado de tijolos esmaltados em azul, até as paredes e edifícios secundários também são azul. No parque do Templo do Céu, existem mais de 60 mil pinheiros, dos quais, mais de 4 mil possuem mais de um século de existência.

Em 1998, o Templo do Céu foi incluído na lista dos patrimónios mundiais. A avaliação da UNESCO é a seguinte: primeiro, a arquitetura do Templo do Céu é uma obra prima da história arquitectónica da China; segundo, há muitos séculos, a distribuição e a planta simbólica do Templo do Céu vem exercendo grandes influências na construção e projetos arquitectónicos do Extremo Oriente; terceiro, nos últimos dois mil anos, a China permaneceu sob um domínio feudal, por isso, o estilo arquitetónico do Templo do Céu é um símbolo pleno da legitimidade da corte imperial.
Outro monumento a visitar é  Muralha da China 

1 comentários:

 
Back to top!