Searching...
quinta-feira, 14 de julho de 2011

A selecção de futebol feminina japonesa chega à final e vai defrontar EUA

O Japão, que afastou sensacionalmente a Alemanha, é a grande surpresa na final do campeonato do Mundo de futebol feminino, depois de hoje ter derrotado a Suécia nas meias-finais por 3-1.
Na final, agendada para domingo, as nipónicas vão defrontar a poderosa seleção dos Estados Unidos, que hoje derrotou por idênticos 3-1 a sua congénere da França.
Presente pela primeira vez numa meia-final de um campeonato do Mundo, o Japão não acusou a desgastante partida dos quartos de final diante da anfitriã e campeã em título Alemanha, e foi claramente superior … formação sueca.
As suecas, a exemplo da sua caminhada no presente mundial, até começaram melhor e, aos 10 minutos, colocaram-se em vantagem, através de Oqvist, que aproveitou bem um erro contrário.
O Japão reagiu de imediato e, aos 19 minutos, restabeleceu a igualdade, por intermédio de Kawasumi,que ainda teve a ajuda de uma defesa contrária.
Após o tento do empate, as japonesas assentaram o seu jogo e passaram a controlar a partida, tendo se adiantado no marcador aos 60 minutos, através da sua capitã Sawa, que tirou partido de um erro da guarda-redes sueca Lindahl. Quatro minutos depois, o Japão sentenciou a partida, com um novo tento de Kawasumi.
Já os Estados Unidos não se deixaram surpreender e afastaram a França, embora também tenham sentido algumas dificuldades perante a equipa gaulesa.
A exemplo da Suécia, as norte-americanas cedo se colocaram em vantagem, com um tento de Cheney,logo aos nove minutos. No entanto, as gaulesas não acusaram o golo e conseguiram igualar já na segunda metade, aos 55, através de Bompasteur.
Depois do empate, as norte-americanas voltaram a deter o controlo das operações e recolocaram-se em vantagem aos 79 minutos, com um tento de Wombach, para, três minutos depois, Morgan ampliar a vantagem e sentenciar a partida.
No domingo, em Frankfurt, a equipa dos Estados Unidos vai tentar conquistar o seu terceiro título mundial, em outras tantas finais, contra uma estreante seleção japonesa, que não tem nada a perder e que sonha poder oferecer ao seu país algum conforto após o acidente na central nuclear de Fukushima Daiichi, provocado pelo sismo e pelo tsunami gigante de 11 de março.
O encontro de atribuição do terceiro posto entre a França e a Suécia será disputado no sábado, em Shinsheim.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Enviar um comentário

 
Back to top!